Sugestão de Leitura: Napoleão, Uma Vida




Acabei de ler, e recomendo, o livro Napoleão: Uma Vida, do biógrafo inglês Vincent Cronin, publicado pela Editora Amarilys. Uma deliciosa biografia de 486 páginas que mostra menos o lado "mito" e mais o lado "homem" de Napoleão Bonaparte, o maior gênio militar da história da Humanidade.

O livro faz uma abordagem histórica e intimista da inacreditável trajetória de Napoleão que nasceu em Ajaccio na ilha da Córsega.  Napoleão era um rato de biblioteca, dono de uma memória prodigiosa e uma confiança inabalável na própria capacidade de liderança.

Aos nove anos ingressou na Academia Militar de Paris, aos dezesseis já era 2º Tenente e aos 25 já era General. Com a inigualável destreza militar e suas táticas de guerra, vieram as conquistas na Itália, Áustria, Egito, Rússia, Prússia, Holanda, Polônia, entre outras. Napoleão conquistou quase toda a Europa, e a maioria de suas conquistas foram com exércitos menores e menos equipados, suas vitórias foram conquistadas por sua poderosa estratégia. E por sua famosa capacidade de inspirar confiança em seus subordinados.

Recebido como herói da França, com a confiança dos políticos e maciço apoio popular, Napoleão chegou ao cargo de Imperador da França em plena Revolução Francesa. Implantou a primeira constituição francesa, Código Penal, Código Civil, separou a Igreja do Estado, criou inúmeras universidades, bibliotecas e implantou um sistema educacional que dura até os dias de hoje na França, e aumentou em 10 vezes o produto interno bruto da França.

Traído por um de seus generais, foi exilado na ilha de Elba. Realizou uma inacreditável fuga da ilha, e reconquistou a França mais uma vez, cidade por cidade. Derrotado pelos ingleses na Batalha de Waterloo, foi exilado mais uma vez, só que na inóspita ilha de Santa Helena, vigiado por um Batalhão, até o dia de sua morte aos vítima de uma câncer no estômago, aos 51 anos.

É uma leitura imperdível!



Raimundo Salgado Freire Júnior.

Comentários