Amigos do Blog

quarta-feira, fevereiro 11, 2015

Prosa Poética: Escreva!



Escreva,
Mesmo que já não haja o que dizer
Escreva,
Mesmo que o caderno esteja cheio
Escreva,
Mesmo que a letra esteja borrada por tuas lágrimas
Escreva,
Mesmo que você esteja sozinha
Escreva,
mesmo que não consiga encontrar a rima
Escreva,
Mesmo que o teu amor não esteja ao teu lado
Escreva,
Mesmo que tudo tenha acabado
Escreva,
Se te sentires sozinha, sem ninguém
Escreva,
Se quiseres homenagear o teu amado
Escreva,
Se quiseres homenagear a força do teu sentimento
Escreva,
Se quiseres homenagear a ti mesma
Escreva,
Se quiseres homenagear a vida
Escreva,
Se quiseres imortalizar o que sentes
Escreva,
Se quiseres seduzir o teu amado
Escreva,
Aquilo que não dirias pessoalmente
Escreva,
Mesmo que a poesia seja pequena
Escreva,
Se quiseres dar cores a tua emoção
Escreva,
Se quiseres que outros creiam no teu amor
Escreva,
Mesmo que ele não mereça
Escreva,
Mesmo que o nó da mágoa te visite a garganta
Escreva,
Mesmo que o nó da emoção te visite o coração
Escreva,
Mesmo que a caneta seja melancólica
Escreva,
Mesmo que o lápis esteja triste
Escreva,
Mesmo que levem minutos para chamarem de bobos teus versos
Escreva,
Mesmo que levem séculos para chamarem teus versos de geniais
Escreva,
Ainda que as as palavras não te saiam do cérebro
Escreva,
Os melhores versos são os pronunciados pelo coração
Escreva,
Os melhores poemas são os escritos por uma alma apaixonada
Escreva,
As melhores poesias ainda não foram escritas
Escreva,
Escrever é um atributo dos que amam...


Raimundo Salgado Freire Júnior


terça-feira, fevereiro 10, 2015

Origem Dos Ditados Populares: Tarimbado



A expressão  "Tarimbado" refere-se a uma pessoa com vasta experiência em determinada área da atividade humana, daí dizer-se que fulano é  "tarimbado" ou "tarimbeiro" nisto ou naquilo.

A expressão faz referência à "Tarimba", estrado de madeira usado como cama improvisada nos acampamentos de guerra, era símbolo das agruras que os militares mais experientes haviam enfrentado ao longo da carreira.

No Exército Brasileiro, por ocasião da proclamação da república em 1889, os oficiais veteranos da guerra do Paraguai, como o Marechal Manoel Deodoro da Fonseca era conhecidos como "tarimbeiros".



Raimundo Salgado Freire Júnior

quarta-feira, janeiro 28, 2015

O Amor Que Vive em Mim



Ontem quando me deitei
Fiquei tentando explicar
O amor que vive em mim
Esse amor lindo que me faz cheia de ternura
Que me faz sentir alegria e paz no coração
É um sentimento simples e descomplicado
Existe naturalmente, faz parte de mim
E é tao impossível de explicar ou definir
Quando a saudade aperta, não sinto melancolia
Até a saudade que sinto, por você, é diferente
Penso quanta sorte eu tive de me encontrar com o amor
Quanta sorte encontrar, nesta vida, alguém tao sensível
Carinhoso e com um coração tao lindo e abençoado
Além de inteligente, sexy, charmoso, atraente...
E que além de ser tao maravilhoso
De uma maneira extraordinária e inexplicável
Ele sabe escutar meu coração
Então digo a mim mesma: sou tao completa!
O que mais eu quero nesta vida?
Ah.....Quero tantas coisas...
Mas me sinto a mulher mais rica e poderosa do mundo
Pois tenho um grande e verdadeiro amor...
E o melhor de tudo isso?
Ele sabe e acredita no meu amor...


Mari Martins, Ponta Grossa- PR



terça-feira, janeiro 27, 2015

Soneto da Saudade


Quando sentires a saudade retroar
Fecha os teus olhos e verás o meu sorriso.
E ternamente te direi a sussurrar:
O nosso amor a cada instante está mais vivo!
Quem sabe ainda vibrará em teus ouvidos
Uma voz macia a recitar muitos poemas…
E a te expressar que este amor em nós ungindo
Suportará toda distância sem problemas…
Quiçá, teus lábios sentirão um beijo leve
Como uma pluma a flutuar por sobre a neve,
Como uma gota de orvalho indo ao chão.

Lembrar-te-ás toda ternura que expressamos,
Sempre que juntos, a emoção que partilhamos…
Nem a distância apaga a chama da paixão.

João Guimarães Rosa (1908-1967)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...