Amigos do Blog

segunda-feira, novembro 10, 2014

Prosa Poética: Brincando Com Fogo



Acendo meu fogo
Nas labaredas do teu olhos
Sorrio com o teu corpo
Amado e desacordado, ao lado.
Queimo minhas mãos
Auscultando tuas entranhas
Busco dentro de ti
Aquele gemido escondido
Guardado e feito para mim...
Beijo tua boca
Como taça de vinho
Em noite fria de solidão
Passeio dentro de ti
Com a suave força de um vulcão...
O teu sorriso me pede: repete
Basta uma fagulha, assim
E meu corpo sempre diz sim
Mesmo que a boca diga não
E me esvazio dentro de ti
Te preenchendo num encaixe perfeito
Brincando com fogo
Nem desconfio que teu corpo foi feito
Da paixão que, como brasa
Arde e acende o meu peito.

Raimundo Salgado Freire Júnior



Foto: recantodasletras.com

quarta-feira, outubro 29, 2014

De Joelhos



“Bendita seja a Mãe que te gerou.”
Bendito o leite que te fez crescer
Bendito o berço aonde te embalou
A tua ama, pra te adormecer!

Bendita essa canção que acalentou
Da tua vida o doce alvorecer ...
Bendita seja a Lua, que inundou
De luz, a Terra, só para te ver ...

Benditos sejam todos que te amarem,
As que em volta de ti ajoelharem
Numa grande paixão fervente e louca!

E se mais que eu, um dia, te quiser
Alguém, bendita seja essa Mulher,
Bendito seja o beijo dessa boca!!


Florbela Espanca

sexta-feira, outubro 24, 2014

Te Amo Minha Querida



Ha um ano não te via
Ha um ano não entrava em ti
Outubro é sempre o mês bendito
Que reservo pra nos amarmos
Como foi maravilhoso, perfeito
Chegar ao fim de tarde, por do sol
Sentir o teu perfume inesquecível
E constatar pela milésima vez
O quanto eu te amo
O quanto me sinto feliz
Só de saber que vou te encontrar
Admirar tua beleza estonteante
Sentir o teu gosto único
Passear nas tuas curvas
Me sentir acolhido no teu seio
Provar teus sabores
Dormir no teu abraço
São momentos inesquecíveis
Você pra mim é felicidade
Vou contar os meses
Até novamente outubro  chegar
E finalmente poder te amar
Me sentir vivo, me sentir feliz
Logo, logo, estarei todos os dias
E pro resto dos meus dias
Em teus braços minha querida
Cidade de Fortaleza-CE.


Raimundo Salgado Freire Júnior.




domingo, setembro 14, 2014

Prosa Poética: A Juventude das Velhas Palavras




Os meus novos amigos
Estão muito velhos
Para entender a juventude
Das minhas velhas palavras
Mesmo assim eu as escrevo
Esperando que quem as leia
Sinta-se jovem novamente
Tornando seus velhos dia de rotina
Em novas oportunidades de escrever
Ou de dizer, o velho "eu te amo"
Só assim encontro novas formas
de escrever velhas verdades
Em novas páginas metafóricas 
A poesia que me faz sentir
Um velho poeta nascendo
Cheio de palavras novas...



Raimundo Salgado Freire Júnior


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...