Sugestão de Leitura: Padre Cícero - Poder, Fé e Guerra no Sertão



Acabei de ler e recomendo o livro Padre Cícero - Poder, Fé e Guerra no Sertão, de Lira Neto, publicado pela editora Companhia Das Letras. São deliciosas 532 páginas que narram a saga do mais controvertido líder religioso que o Brasil já teve: o padre cearense Cícero Romão Batista, o Padim Çiço dos romeiros e fiéis.

O livro revela a infância pobre, a ordenação como padre no seminário da Prainha em Fortaleza (Av. Monsenhor Tabosa), os supostos milagres, os conflitos com o bispado cearense que alcançaram o Vaticano e culminaram com seu afastamento da Igreja Católica.

Fenômeno popular e político, 75 anos após sua morte, o Padre Cícero, segue levando milhões de devotos ao alto da colina do Horto, em Juazeiro do Norte no Ceará,  a Meca Sertaneja, cidade fundada e emancipada por ele, que foi seu primeiro prefeito e reeleito por 04 mandatos, além de ter sido eleito deputado federal pelo Ceará com 97% dos votos, chegando a ocupar, por duas vezes o cargo de Vice-Presidente (equivalente hoje a Vice- Governador) do Ceará.

Baseado em vasta documentação, Lira Neto explora facetas pouco conhecidas do padre, alguém que soube se reeiventar depois da expulsão da Igreja Católica e que se transformou em líder político igualmente influente e polêmico. Chegou a abençoar um exército de jagunços, numa revolução armada que derrubou o governador do Ceará; aproximou-se de Virgulino Ferreira da Silva - O Lampião, de quem buscava apoio para combater a Coluna Prestes; arquitetou um pacto histórico entre os coronéis sertanejos, que apaziguou a região e fez de juazeiro o centro político das aristocracias rurais do Ceará.

No momento atual em que a Igreja Católica se vê acuada pelo avanço da igreja evangélica, o Vaticano estuda a reabilitação canônica do padre cícero já que fora por ela excomungado, proscrito.

O livro é uma verdadeira aula de história e geografia do brasil, em especial do sertão cearense e pernambucano. Apenas o melhor livro que li este ano.


Raimundo Freire.


Comentários