O Símbolo Perdido - Dan Brown

Acabei de ler o livro de ficção “The Lost Symbol” (O Símbolo Perdido)de Dan Brown. O enredo é um suspense de tirar o fôlego; Produzido pelo mesmo autor de “ O Código da Vinci”, é uma narrativa empolgante que tem como protagonista o professor, simbologista de Haward, Robert Langdon (interpretado no cinema por Tom Hanks). Robert Langdon é convidado por seu amigo Peter Salomon a proferir uma palestra no auditório do capitólio, sede do parlamento norte-americano, situado na capital Washington. Contudo, ao chegar ao capitólio Robert Langdon descobre que o convite foi apenas um engodo e que seu amigo fora seqüestrado, e a única forma de resgatar Peter Solomom é desvendar os segredos contidos em símbolos antigos contidos em uma pirâmide maçônica. A partir daí o leitor é levado a um “tour” pelos subterrâneos do capitólio e o professor Robert Langdon vai descobrindo pistas que levam a outras pistas, símbolos que revelam outros símbolos, bem ao estilo de Dan Brown. O livro relata, também, alguns dos segredos e práticas da Maçonaria, incluindo a tese que os “pais fundadores dos Estados Unidos (George Washington, Benjamim Franklim, Abraham Lincol) eram maçons e teriam enterrado, nos subterrâneos do capitólio, uma pirâmide contendo os “antigos mistérios e conhecimentos secretos da humanidade”. É por conta desses segredos que Mal’akh (o vilão da história) seqüestra Peter Solomom (Grão-Mestre da Maçonaria americana) e obriga Peter Langdon a desvendar o segredo da pirâmide. A trama tem um final surpreendente quando você descobrir quem é Mal’akh. Este Livro vendeu um Milhão de exemplares apenas no primeiro dia de lançamento. Excelente leitura. Referência: BROWN, Dan. ("O símbolo perdido"); Editora Sextante, 2009.

Comentários

  1. Esse livro divulga a maçonaria que é uma seita satânica.

    ResponderExcluir
  2. Você "anônimo" leu o livro? Ou é daquele tipo de pessoa preconceituosa que julga pela capa? Não sou maçon e nem pretendo fazer apologia à maçonaria, mas,pelas ilações que tirei do livro e de outros que li acerca do assunto, a Maçonaria não é uma "seita satânica", mas sim uma sociedade ou irmandade que prega a fraternidade, a caridade e a busca de conhecimentos. Acho que não cabe a mim nem a você julgar, cabe a Deus. Além do mais temos que ter respeito pela religião e pela forma de pensar alheia. Você tem todo direito de discordar, mas tem o dever de respeitar quem não pensa exatamente como você. Um abraço,

    ResponderExcluir

Postar um comentário