Sugestão de Leitura: A Menina Que Não Sabia Ler



O enredo, do autor inglês John Harding, se passa na Inglaterra no final do século 19. Um casal de meio-irmãos, Florence de 12 anos e Gilles de 08 anos, ambos órfãos, são abandonados em uma mansão do seu tio que passa a ser seu único parente, contudo ele prefere morar em Nova York deixando os sobrinhos aos cuidados de uma tutora, de uma governanta e de alguns serviçais.

A mansão é enorme com vários quartos e uma biblioteca espetacular, contudo a menina Florence é expressamente proibida de aprender a ler, enquanto seu irmão é mandado para um colégio em regime de internato, do qual é expulso por ser "lerdo e imaturo". Todavia a curiosidade e a imaginação de Florence a levam a aprender a ler sozinha e a devorar vários clássicos como os de Edgar Allan Poe, Shakespeare, entre outros.

A mansão é velha e enorme, cenário perfeito para uma história macabra, gótica, povoada de fantasmas, dramas e tragédias. Florence é sonambúlica e toda sua vida se resume a cuidar do irmão Gilles e ler livros escondidos, já que fora proibida de aprender a ler.

A sequência de tragédias tem início com a misteriosa morte de sua tutora, a Sra. Withaker, afogada em um lago da propriedade. Em seguida chega à mansão uma nova tutora, Sra. Taylor que passa a atormentar a vida de Florence e Gilles. Outras mortes acontecem, inclusive da Sra. Taylor e do namorado asmático de Florence.

A história é mórbida e contada em primeira pessoa pela Florence, ao longo do livro o leitor é levado a ficar lendo até os pensamento, medos e conjecturas da menina. De tal forma que o leitor passa a se perguntar se todo aquele drama realmente está acontecendo ou se tudo não passa de imaginação da menina.

O livro nos leva a uma reflexão de como pode ser triste, maldoso, solitário, fantasioso, tenebroso e cruel o mundo de uma criação sem pais, sem freios morais, abandonada à própria sorte e, sobretudo, á própria imaginação onde não há fronteiras entre o real e o sonho, entre pessoas e fantasmas, entre o bem e o mal.


Raimundo Freire. 






(HARDING, JOHN. A menina Que Não Sabia Ler. Editora Leya. 2010).

Comentários

Postar um comentário