Deuses e Homens



Os deuses estavam de bom humor:
abriram as mãos e deixaram cair no mundo
os oceanos e as sereias,
os campos onde corre o vento,
as árvores com mil vozes,
as manadas, as revoadas
_ e, para atrapalhar, as pessoas.

O coração bate com força
querendo bombear sangue
para as almas anêmicas.
Mas onde está todo mundo?
Correndo atrás da bolsa de grife,
do ipod, do ipad,
ou de coisa nenhuma.
Tudo menos parar, pensar, contemplar.

(Enquanto isso a Morte revira
seus grandes olhos de gato
termina de palitar os dentes
e prepara o bote.)

Lya Luft (poema extraído do livro A Riqueza do Mundo, Editora Record, 2011).

Comentários