A Voz Muda do Coração



Tanta brisa, tanto mar
Uma sereia aprendendo a nadar
Japoneses oferecendo comida
O melhor por do sol de uma vida
Conterrâneos do sol nascente
A pororoca assustando gente
No horizonte um barquinho branco
Um sorriso doce, um porto tão franco
Um camarão perfeito, um balde de gelo
Lembrança feito pulseira no tornozelo
À noite uma lua desenhada no céu
Recordações de uma lua de mel
Inspiração que brota de um sorriso
Sentimento que chega sem aviso
São gaitadas que escorrem pelo peito
Alegrando um sonho tão perfeito
Batendo na porta baixa
Para ver se tudo se encaixa
Tudo bom demais pra ser verdade
Mas sonhos também viram realidade
E o que está longe pode ficar perto
O destino torna certo o que era incerto
E a vida vai ficando mais doce
Como se, sonho, realidade fosse
A voz muda do coração ditou esse poema
Pacote completo, uma cena de cinema
Mas, foi embora,  atirou um beijo pela janela
Uma lágrima se jogou, e foi correndo atrás dela
Ficou surda, só ouvia, a voz muda do coração...


Raimundo Salgado Freire Júnior










Comentários

  1. Parabéns!
    Quanta sensibilidade,
    Boas lembranças,
    Muito amor no coração,o melhor antídoto para viver.
    Abraços!AA

    ResponderExcluir

Postar um comentário