De Joelhos



“Bendita seja a Mãe que te gerou.”
Bendito o leite que te fez crescer
Bendito o berço aonde te embalou
A tua ama, pra te adormecer!

Bendita essa canção que acalentou
Da tua vida o doce alvorecer ...
Bendita seja a Lua, que inundou
De luz, a Terra, só para te ver ...

Benditos sejam todos que te amarem,
As que em volta de ti ajoelharem
Numa grande paixão fervente e louca!

E se mais que eu, um dia, te quiser
Alguém, bendita seja essa Mulher,
Bendito seja o beijo dessa boca!!


Florbela Espanca

Comentários

  1. Como é bom estar de volta chegar aqui e encontrar a nossa querida Florbela neste poema maravilhoso que eu adoro. Tenho que agradeçer seu fiel carinho por esta apaixonante e vibrante mulher, tudo dela é coração...

    Sinceramente desejo que esteje bem.

    Beijinho da flor!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como é bom te ter de volta por aqui minha querida flor!

      Volte sempre e muito.

      Bjs!

      Excluir

Postar um comentário