Estava Escrito



Admirável criatura,
Abençoado com a beleza dos deuses,
Fruto de desejo e cobiça.
Cercado de iludidas expectadoras
Que enxergam só até onde os olhos alcançam,
Oásis para olhos que só conseguem ver mar de areia.
Senhor de si, dono da razão,
Livre presa das suas escolhas
De tão distante, dentre tantos, escolheu-me
Fez-se luz em meu caminho.
Com olhos de sabedoria, desvendou-me a alma.
Tens magia que encanta todo meu ser,
Seu existir faz até meu olhar sorrir.
És a verdade que encontro na poesia...
És céu estrelado, barulho do mar, música, vinho, silêncio.
E tudo mais que me toca com sensibilidade...
Jardineiro de sonhos
Que me faz voar sem tirar os pés do chão
Como vento da manhã, trouxeste o amor sublime, inocente,
Tão puro que chega a ser comovente.
Amor que parece prece, que acalma, que salva,
Estava Escrito: Amor de outras vidas...
Meu secreto e misterioso mundo particular,
Fiz-me sua, pelo doce prazer de te amar.


Mari Martins (Ponta Grossa - PR)

Comentários